Edição de Setembro 2015
André Derizans Exclusivo
Saúde

BUSCANDO O EQUILIBRIO

Atividades físicas regularmente, reduz as chances de hipertensão arterial

por Vera Saias

Nos dias de hoje, comemos vegetais que nos intoxicam, carnes com alto teor de hormonios, fast foods pobres em nutrientes... Ainda bem que contamos com uma variedade  de vegetais e frutas produzidos sem agrotóxicos.

Além de engordamos mais, continuamos com fome e desnutridos. Adoecemos e somos condicionados  a tratamentos altamente químicos que muitas vezes nos matam envenenados.

Vivemos numa  época aonde os médicos receitam remédios para doenças  sem tratar as suas causas. Há como prevenir, reduzir ou mesmo evitar as doenças? Claro que sim! Mesmo tendo uma pré-disposição genética, você pode e deve amenizar tudo isso, alterando o seu estilo de vida.

MUDANÇAS NECESSÁRIAS

Praticando atividades físicas regularmente, você  reduz  as  chances de apresentar hipertensão arterial. Além disso, aos poucos se você se propõe a começar modificar a sua alimentação, também contribuem para uma vida mais saudável, evitando doenças. Assim, seu organismo vai começar a trabalhar para você e não contra você. 

Situações sintomáticas e doenças poderiam ser reduzidas ou mesmo revertidas, com caminhadas ao invés do automóvel; com passeios no parque, ao invés da televisão; pelas saladas e frutas, ao invés do ketchup e hambúrguer; enfim, pela atividade física e uma alimentação saudável ao invés de tantos remédios e suplementos. Fruta e verduras são nossos suplementos.

Quando somos avisados que precisamos ingerir mais potássio ou magnésio por exemplo, corremos à farmácia mais proxima para solucionar o problema. Não seria mais fácil ingerir mais frutas ou nozes  tão ricas nestes mesmos nutrintes?  Ainda assim adicionar mais fibras e sabores a nossa alimentação. Com pequenas modificações nos hábitos cotidianos e evitando ao máximo alimentos altamente processados, ajudaria a aumentar a absorsão de nutrientes e sais minerais importantes como magnésio, potássio e cálcio que ajudam a baixar a pressão.

Estudos mostram que as pessoas que ingerem mais proteínas de fontes vegetais como a soja orgânica (e também feijões, legu­minosas, nozes e sementes) tendem a ter pressão arterial mais baixa em comparação as que obtêm a maior parte das proteínas de fontes animais como a carne. A soja contém fitoestrogênios que suposta­mente ajudam a baixar a pressão arterial. Um copo de leite desnatado é bom para os ossos, mas você sabia que é bom para os vasos sanguí­neos também? Os especialistas não compreen­dem totalmente, porque os laticínios reduzem a pressão arterial, mas suspeitam de que o cálcio, o potássio e o magnésio, relaxam as artérias e melhoram a circulação. A resposta está numa alimentação equilibrada dentro das "suas" necessidades orgânicas. Nem sempre o que é bom para um, necessariamente será bom para outro. 

 

 

Compartilhe:

Publicidade:

Contate-nos

LOOKUP MAGAZINE
COMENTÁRIOS DOS LEITORES, SUGESTÕES e PUBLICIDADE

Você é bem-vindo com os seus comentários e sugestões. Se você gostaria de comentar sobre nossos artigos, fazer sugestões, anunciar seu negócio ou evento, entre em contato conosco preenchendo o formulário a esquerda e clicar no botão enviar.